Image
Happy old couple in good health

Melhorar a qualidade de vida dos doentes crónicos

Viver melhor todos os dias

Aliviar
as pernas pesadas

Image
Soigner les jambes lourdes - pointes de pieds

Em 1959, Pierre Fabre encontra a solução para aliviar as pernas pesadas

No final dos anos 50, Pierre Fabre era um farmacêutico experiente! Ouvindo  as necessidades dos utentes da sua farmácia, apercebe-se que muitos  sofrem de insuficiência venosa, um distúrbio funcional mais vulgarmente conhecido por “pernas cansadas”. 

Pierre Fabre mantinha vários contactos com a Universidade de Farmácia de Toulouse, e assim pesquisa e desenvolve no laboratório da sua farmácia em Castres, o seu primeiro medicamento. 

Surge assim em 1959 um medicamento que vai aliviar as pernas cansadas dos seus clientes, que rapidamente se tornou num sucesso mundial até hoje!  

É na natureza que o farmacêutico e também botânico Pierre Fabre encontra a inspiração, e daí surge este medicamento que nasce da extração das substâncias ativas contidas na raiz do azevinho. 

 

O minuto conselho

Image
Pierre Fabre soigne les jambes lourdes et l'insuffisance veineuse

Como combater o fenómeno das pernas pesadas?

Depois de passar longas horas em pé, tem a sensação de ter as pernas pesadas e inchadas. O fenómeno das pernas pesadas é bem real e não é para negligenciar. A Drª Fabienne Cabanac explica-lhe tudo sobre este assunto e dá algumas pistas para o ajudar a lutar contra este inconveniente.

Sintomas
urinários

Image
Happy and healthy couple

Pierre Fabre: parceiro da Urologia desde 1982

Durante os anos 70, a hipertrofia benigna da próstata atingia, em França, 75% dos homens com mais de 60 anos. 

Perante esta prevalência, a Pierre Fabre incentiva a investigação de uma substância para o desenvolvimento de um fármaco para o alívio dos distúrbios funcionais moderados ligados ao adenoma prostático.

Em 1981, após vários ensaios, a equipa de pesquisa sediada em Castres elabora um novo procedimento.  Os ensaios clínicos realizados em parceria com os principais centros franceses de urologia, entre eles o Hospital do Val de Grâce, o hospital Saint-Charles de Montpellier e o Hospital Universitário de Besançon, concluem existir eficácia num medicamento para o tratamento da Hiperplasia Benigna da Próstata (HBP).

A autorização para colocação no mercado (AIM) foi obtida em 1982.

Desde o início dos anos 80, a empresa farmacêutica Pierre Fabre posiciona-se como um parceiro imprescindível na Urologia e mais concretamente no tratamento da Hiperplasia Benigna da Próstata (HBP).

O medicamento então desenvolvido é ainda hoje uma das principais marcas farmacêuticas da Pierre Fabre Medicament. 

 

Em 2016, o grupo Pierre Fabre amplia a sua experiência em urologia e mais precisamente na incontinência urinária garantindo a promoção de um medicamento desenvolvido pelo laboratório americano Pfizer, em França e em 18 países.

Para além desta parceria, a Pierre Fabre pretende melhorar, desde 2018, a qualidade de vida dos pacientes com incontinência urinária desenvolvendo ferramentas e serviços inovadores como o Uronaute. 

este fármaco e dispositivo não estão disponíveis em Portugal

 

 

0

toneladas de drupas (frutas) por ano

0

países que distribuem o medicamento

0

homens de 70 anos que são afetados pela Hiperplasia Benigna da Próstata (HBP)

 

 

Image
Palm tree leaf used in urology treatments by Pierre Fabre

A Botânica e a urologia

Foi nas terras áridas dos Estados Unidos que Pierre Fabre se inspirou. A equipa de investigação desenvolve um medicamento na área da urologia para o alívio dos sintomas urinários a partir do extrato seco de um fruto de uma pequena palmeira que cresce na Flórida - Saw Palmetto. Muito longe de Castres!

Pneumologia e alergologia
respiratória

Image
Mid-life man with BEPC - BPCO

Não falta fôlego a Pierre Fabre

Em 2050, 50 % da população mundial será atingida por pelo menos uma doença alérgica segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) e a bronquite crónica (BPCO) será a 3ª causa de mortalidade em 2030.  

Estes problemas de saúde pública levaram o grupo Pierre Fabre a desenvolver medicamentos para os pacientes asmáticos e para aqueles que sofrem de bronquite crónica (BPCO).

Desde 1991 o grupo Pierre Fabre dedica-se a propor soluções terapêuticas que satisfaçam as expectativas dos pacientes com distúrbios respiratórios (asma e BPCO) 
 

Diabetes
tipo 2

Image