Protegendo a biodiversidade

Nossa empresa nasceu graças às plantas, e a natureza continua a ser, dia após dia, a nossa principal fonte de inspiração, sendo nosso dever protegê-la.

Image
paysage soleil couchant

Hoje em dia, cerca de 40% do nosso volume de negócios depende de recursos vindos do mundo vegetal. Mais de 240 plantas são utilizadas nos produtos do Grupo. 
Estamos convencidos de que a natureza ainda constitui um fabuloso campo de exploração e é nela que encontraremos os medicamentos e os cuidados do futuro.

No entanto, apesar da natureza não pertencer a ninguém, é nossa responsabilidade cuidar dela. É nosso dever utilizá-la de forma adequada, permitindo que se regenere, fazendo de tudo para proteger as espécies ameaçadas, fazendo descobrir a engenharia vegetal e transmitindo a paixão pelas plantas às gerações mais jovens. 
Através de muitas iniciativas realizadas desde a criação da empresa, este é o sentido da abordagem Green Mission Pierre Fabre que queremos implantar, dia após dia.

0%

das plantas utilizadas pelo Grupo não têm impacto na sustentabilidade dos recursos.

Image
calendula trois femmes
0%

das plantas extraídas na nossa fábrica de extração são cultivadas sem tratamento fitossanitário químico

Image
feuilles de myrte
0

espécies protegidas nos nossos 2 conservatórios botânicos

Image
cactus-madagascar
Image
fonds marins

Protege sua pele, respeita o oceano

A nossa marca Eau Thermale Avène compromete-se a protegê-lo da melhor forma contra o sol enquanto minimaliza os impactos dos produtos solares no meio ambiente. Fazemos isso, inicialmente, através de um exigente estatuto de formulação (seleção rigorosa de apenas 4 filtros solares em concentrações reduzidas, altíssima proteção UVA-UVB, altíssima proteção do DNA, melhoria da biodegradabilidade das fórmulas...). Em seguida, desenvolvemos uma parceria sustentável com a PUR Projet para regenerar os ecossistemas marinhos na Indonésia, envolvendo comunidades locais.

 

Conservatórios e jardins botânicos

Em 2001, o Grupo abriu o seu primeiro conservatório botânico em Soual, no Tarn. O segundo conservatório surgiu alguns anos mais tarde, em Ranopiso, no sul de Madagascar, onde 90% das espécies vegetais são endêmicas. Local de pesquisa, de preservação e de conservação, ambos abrigam cerca de 1.000 espécies, das quais 300 estão ameaçadas. Estes centros contribuem para os conhecimentos do Grupo e de seus pesquisadores sobre a diversidade botânica. 

 

Image
protéger biodiversité

 

Acreditamos que a conservação das espécies ameaçadas é uma luta que exige o esforço coletivo, por isso, mantemos laços estreitos com as nossas parcerias de numerosas instituições francesas e internacionais: Conservatório Botânico Nacional de Brest, Jardim Botânico Real de Sidney, Jardim Botânico de Buenos Aires, Jardim Botânico de Pequim e a Botanic Gardens Conservation International.

Para desenvolver estas relações internacionais, o conservatório de Soual apoia-se sobretudo no seu certificado CITES (Convention on International Trade in Endangered Species of Wild Fauna and Flora, em português: Convenção sobre o Comércio Internacional das Espécies da Fauna e Flora Silvestres Ameaçadas de Extinção), procedimento que facilita as trocas entre os pesquisadores e instituições científicas envolvidas nas ações de pesquisa, conservação e preservação da diversidade vegetal. Pioneiros nesta iniciativa, fomos a primeira empresa privada francesa a obter este certificado em julho de 2010.

Fiel à tradição botânica, o conservatório de Soual constituiu, com o passar dos anos, um herbário com cerca de 9.000 pranchas. Com a finalidade de tornar acessível esta fonte de conhecimento ao maior número de pessoas possível, iniciamos um processo de digitalização e agora nosso herbário está disponível online

A Comissão Europeia (CE) registrou no dia 1º de abril de 2020 a biblioteca de amostras de plantas Pierre Fabre no seu Registro Europeu de Coleções. Até à data, apenas 3 coleções foram registadas pela Comissão Europeia.

 

 

Visite o Conservatório de Soual

Image
KBF video

Klorane Botanical Foundation, a botânica em ação

Ações concretas em mais de 20 países para voltar a dar às plantas o lugar que elas merecem nas nossas vidas

Image
Ruches

Abelhas como vizinhas

Não é mais necessário comprovar que as abelhas são um elo essencial para a biodiversidade. O fenômeno da mortalidade desta espécie tem sido identificado há vários anos, mas escolhemos não considerar esta situação como uma fatalidade. Queremos estar à altura dos nossos meios. Foi assim que, em muitas das nossas instalações no Tarn e na Haute-Garonne, instalamos cerca de cinquenta colmeias e acolhemos mais de 1 milhão de abelhas, e os nossos colaboradores participam regularmente das nossas oficinas de sensibilização para a importância da biodiversidade e da formação em apicultura.

Image
plants d'arbres

Replantando árvores pelo mundo

Através de múltiplos programas implementados há mais de 10 anos, a Pierre Fabre contribui para replantar árvores nos quatro cantos do mundo. Já plantamos quase 230.000 árvores!
Em Madagascar, já plantamos perto de 100.000 árvores desde 2014, para compensar a nossa pegada de carbono ligada à produção anual dos antineoplásicos Vinorelbina e Javlor. O projeto foi intitulado com o selo “Reflorestamento Solidário” pela Ecocert.
E a lista de projetos é ainda mais longa: árvores de argão em Marrocos, com a Fundação Mohamed VI, tamareiras do deserto no Senegal no contexto do projeto da Grande Muralha Verde, acácias em Mali com o projeto Zanbal, oliveiras na Grécia e em Itália, etc…

Image
nichoir LPO dans un arbre

Refúgio para os pássaros

Mais uma vez com uma iniciativa pioneira, o grupo Pierre Fabre é a primeira empresa a fazer parceria com a LPO de Tarn. Em 2015, assinamos dois acordos: um para as nossas instalações de Avène (Hérault) e outro para a Terre d'Avoine, em Puylaurens (Tarn). Após trabalhos de inventário e a proposição de um plano de gestão das instalações, as nossas marcas Eau Thermale Avène e A-Derma comprometeram-se a ajudar na manutenção e no desenvolvimento da fauna e da flora nessas instalações para fazer desse oasis verde um verdadeiro refúgio para os pássaros. 
Novamente uma bela prova de que a atividade econômica e o respeito pela natureza não são incompatíveis!

Image
fleur de nigelle

Inventários de biodiversidade

As nossas instalações fazem regularmente inventários da sua fauna e flora para medir o nosso impacto local. Este fato tem revelado belas surpresas: pássaros, que se beneficiam de um estado de proteção a nível nacional, fazem ninhos ao lado da nossa fábrica de produção dermocosmética ou ainda, nas instalações de Terre d'Avoine, da nigella da França (Nigella gallica), a descoberta de uma espécie considerada desaparecida no final dos anos 80.
Algo para nos encorajar a prosseguir com as práticas industriais e agrícolas que implementamos há vários anos!